Robótica

Robô-texugo vai perfurar sozinho túneis em cidades

Robô-texugo vai perfurar sozinho túneis em cidades
O robô-texugo deverá fazer perfurações usando técnicas de ultrassom. [Imagem: Badger Project/Divulgação]

Robô-texugo

Engenheiros espanhóis foram buscar inspiração nos texugos para criar um robô capaz de navegar de forma autônoma pelos subterrâneos das cidades, escavando seus próprios túneis de forma planejada.

Com a urbanização, as linhas de energia e comunicações, os dutos de fornecimento de água e gás, a coleta de esgoto e o transporte estão se movendo da superfície para o subsolo.

Até agora, a maior parte dessa infraestrutura fica à sua própria sorte, e seu desgaste só é percebido tarde demais - quando a água jorra ou bueiros explodem com vazamentos de gás, por exemplo.

Mas o objetivo do Projeto Texugo (Badger Project) é maior do que simplesmente checar o que já está pronto.

Robô perfurador

O objetivo é criar robôs que possam ser usados para guiar ou realizar sozinhos as escavações para a instalação de novas infraestruturas, fazendo os furos de forma autônoma - um texugo-robô.

Isso está exigindo o desenvolvimento de novas tecnologias, uma vez que a navegação subterrânea é muito diferente da navegação dos robôs que andam ou rolam pela superfície - pense nos carros sem motoristas, por exemplo, o tipo mais avançado de navegação robótica atualmente em desenvolvimento.

"O uso de técnicas inovadoras de localização, mapeamento e navegação, juntamente com sensores e georradares, permitirá que os robôs sejam adaptados a diferentes terrenos e ajudem na análise do ambiente de trabalho e na tomada de decisões na consecução dos objetivos," disse o professor Carlos Balaguer, da Universidade Carlos III de Madri.

Todos esses sensores, georradares e computadores necessários para processar os sinais e embasar a tomada de decisões estão sendo embutidos no próprio robô-texugo, para que ele possa se tornar de fato autônomo.

Robô-texugo vai perfurar sozinho túneis em cidades
A mineração é outro campo que deverá ganhar com o desenvolvimento do robô-texugo. [Imagem: Badger Project/Divulgação]

Reforço dos túneis

E os planos da equipe são ainda mais ambiciosos.

Eles pretendem que versões futuras do seu robô-texugo consigam fazer a perfuração do solo com a ajuda de técnicas de ultrassom.

Por último, uma impressora 3D rotativa instalada no próprio robô permitirá que ele reforce o túnel assim que acabar de perfurá-lo, deixando tudo pronto para a passagem de tubos e cabos.

"Ele irá [permitir] operações de busca e salvamento em deslizamentos de terra, atividades de mineração, aplicações com uso civil, como tubos de água, gás e fibra óptica, técnicas de exploração, mapeamento etc," disse Balaguer.





Outras notícias sobre:

Mais Temas