Plantão

Corrida para levar robô à Lua é adiada para 2018

Corrida para levar robô à Lua é adiada para 2018
Esta é a sonda da equipe Moon Express.[Imagem: Moon Express]

Vamos, pessoal!

A corrida para levar um robô à Lua apenas com fundos privados e vencer o Google Lunar X-PRIZE teve um novo adiamento.

Em vez de terminar do final de 2017, no novo prazo vai agora até 31 de março de 2018.

O prêmio oferece US$ 30 milhões para o primeiro empreendimento de capital privado que colocar um robô espacial na Lua.

Para ganhar o dinheiro, a nave robótica terá que pousar, mover-se por pelo menos 500 metros pela superfície da Lua e enviar fotos e vídeo de alta definição.

Prêmios de consolação

O novo prazo veio com outras novidades, como alguns "prêmios de consolação" adicionais, que permitirão que as empresas ganhem algum dinheiro mesmo que não sejam totalmente bem-sucedidas.

O prêmio "Marco Chegada à Lua" (Lunar Arrival Milestone) dará US$ 1,75 milhão para a nave que orbitar a Lua ou tentar pousar. O prêmio "Marco Pouso Suave" (Soft Landing Milestone) dará US$ 3 milhões para a nave que comprovadamente aterrar com sucesso na superfície, mesmo que não consiga cumprir as demais etapas. Estes novos prêmios não são exclusivos: eles serão divididos entre todas as equipes que alcançarem os marcos até o final de março do ano que vem.

A competição original, anunciada em 2007, oferecia US$ 20 milhões para a primeira empresa de capital privado que atingisse a Lua até 2012. Desde então, o prazo foi prorrogado três vezes.

Finalistas

Cinco equipes permanecem na corrida lunar, tendo garantido contratos para lançar seus robôs lunares: HAKUTO (Japão), Moon Express (EUA), SpaceIL (Israel), Synergy Moon (Internacional) e TeamIndus (Índia).





Outras notícias sobre:

Mais Temas